Inovação de merchandising do Itaú em novela

Estava eu cá fazendo algum de meus freelas e com a TV ligada. No momento, nem lembrava em que canal estava. Mas ouvi falas e diálogos, sem trilhas sonoras. Era uma novela, mas não sabia qual. Concentrado em meu notebook e desenvolvendo meu trabalho, percebi um corte brusco no áudio da programação da TV, seguido de uma trilha sonora estilo fantasia. Como adoro fantasia, minha atenção foi desviada. Então, vi que estava no canal 12 (Globo aqui em Belo Horizonte). O horário era da novela das 20 horas, que começa às 21. Instintivamente acompanhei o storytelling que se desenrolava. Era a história do Rei Arthur, mesclada com uma criança e um suposto pai. O VT, apesar de muito bem feito e visualmente bonito, não foi o que me chamou atenção, mas sim como o merchandising foi inserido na trama da novela “A Regra do Jogo” e o público foi redirecionado ao comercial do Banco Itaú. Confira no vídeo abaixo.

A ação do curta-metragem do Banco Itaú é para divulgar o Programa Itaú Criança, da Fundação Itaú Social, que tem como meta distribuir até 4 milhões de livros infantis.

Conforme informado pelo Meio e Mensagem:

A ação, que ocorreu no capítulo de sexta-feira, 25, é um formato inédito na Globo – o intervalo comercial se iniciou logo apos uma cena em que a personagem Djanira, professora interpretada por Cassia Kis, começaria a contar uma história aos alunos. O comercial dá sequência ao storytelling e remete à clássica história do Rei Arthur na qual quem tirasse uma espada cravada na pedra seria coroado rei. Quem consegue é o pai de uma criança, transportado à história pela imaginação dela. Ao final do break, a novela retoma a cena da professora, logo após contar a história.

Como telespectador, confesso que soou estranho, como se fosse um erro da Globo, que se esquecera de “fechar” a novela com sua vinheta para comerciais. Como profissional de Comunicação, achei a ideia sensacional. Apesar de um erro de sequência na gravação da novela (note a posição do livro na carteira do aluno Júnior), observe que o merchandising foi muito sutil: o livro é o mesmo mostrado ao final do curta-metragem do banco, mas não faz menção alguma à marca do Itaú dentro da novela.

Compartilhe:
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com